Categorias
Cuidados com idosos Frontpage Article News

Dia Mundial do Doador de Sangue

Em 2013, o Ministério da Saúde aumentou a idade máxima dos doadores de sangue para 69 anos, uma notícia muito comemorada pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). Hoje, 14 de junho, Dia Mundial do Doador de Sangue, é mais uma data para enaltecermos a doação.

A data foi instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2004, em homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner, imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e as várias diferenças entre os tipos sanguíneos. E também para homenagear e agradecer a todas as pessoas que, voluntariamente, se dispõem a salvar vidas.

A OMS recomenda que o percentual ideal de doadores para um país esteja entre 3,5% e 5% de sua população. No Brasil, esse número é preocupante, pois não chega a 2%.

Requisitos básicos para doação de sangue

• Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;

• Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);

• Estar em boas condições de saúde;

• Pesar no mínimo 50 kg;

• Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;

• Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum;

• Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);

• Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;

• Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias;

• Não ter tido Doença de Chagas ou Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST);

• Não ter diabetes em uso de insulina;

• Aguardar 48h para doar, caso tenha tomado a vacina da gripe, desde que não esteja com nenhum sintoma.

Consulte a equipe do banco de sangue em casos de hipertensão, uso de medicamentos e cirurgias.